4 de Setembro de 1833 – Instalação das Câmaras dos Pares e dos Deputados no Mosteiro de São Bento da Saúde

4 de Setembro de 1833 – Publicação, por portaria do Ministério do Reino, da ordem para a instalação das Câmaras dos Pares e dos Deputados no Mosteiro de São Bento da Saúde.

Passam hoje 189 anos sobre a portaria que estabeleceu as duas Câmaras legislativas neste Mosteiro (onde, ainda hoje, se situa a Assembleia da República).

Inicialmente as Cortes Gerais Extraordinárias e Constituintes reuniam-se na Sala da Livraria do Convento das Necessidades. Após a Vila-Francada, que encerrou o Parlamento, as Cortes voltaram a realizar-se, mas com a Câmara dos Deputados na Casa da Suplicação (Praça do Comércio) e a Câmara dos Pares no Palácio da Regência (Rossio). Estava-se no ano de 1826. Pouco tempo depois foram novamente encerradas, com a aclamação de D. Miguel como rei absoluto (1828). Por fim, na data que hoje evocamos, foram para o Mosteiro de São Bento da Saúde.

Na imagem, o Palácio das Cortes, em 1843. Litogravura de Michellis publicada “Universo Pittoresco”.